Agropecuária contrata 12 mil trabalhadores em Mato Grosso e inicia ano gerando mais emprego

O setor agropecuária iniciou o ano gerando mais empregos em Mato Grosso. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, apontam que foram contratados 12,1 mil trabalhadores e demitidos 4,7 mil, o que resultou em 7,3 mil vagas a mais (consideradas apenas as com carteiras assinadas).

A agropecuária foi responsável pela maioria das contratações e pelo saldo positivo que Mato Grosso obteve em janeiro. Em seguida aparece o setor de serviços, que gerou 9,3 mil empregos e fechou 7,2 mil postos de trabalho com saldo de 2,1 mil. A indústria de transformação teve 3,4 mil empregos gerados e 2,9 mil demissões (+583).

O comércio gerou 8,7 mil postos de trabalho e demitiu 8,5 mi pessoas (+239). Os setores com saldos negativos foram a construção civil ao contratar 1,9 mil trabalhadores e demitir 2,2 mil (-333). O serviço industrial de utilidade pública contratou 220 e dispensou 227 (-7).

No Brasil, o setor agropecuário contratou, em janeiro, 83,4 mil trabalhadores e demitiu 72,8 mil, resultando em 10,6 mil postos de trabalho a mais.