Região de MT afetada por estiagem em 2016 terá ganho de 137% na produtividade do milho, diz Imea

O último levantamento da safra de milho divulgado, esta semana, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) trouxe dados animadores para os produtores da região Nordeste. O local, que sofreu com a estiagem do ano passado, deve ter um ganho de 137% na produtividade, chegando, na atual safra, a 92,6 sacas por hectare.

O Imea aponta ainda que a melhor produtividade da atual safra deve ficar na região Médio-Norte. Lá, os produtores devem colher, em média, 99 sacas por hectare (aumento de 27% em relação à safra passada). Na região Oeste a expectativa é que sejam colhidas 98 sacas por hectare (+10%). No Sudeste, o instituto estima ganhos de até 25,1% e produtividade de 97,1 sc/ha.

No Centro-Sul a produtividade média deve chegar a 93,5 sc/ha (+20,6%). Na região Norte, os produtores devem colher, em média, 89,4 sc/ha, com aumento de 38,4%. A região Noroeste deverá ter produtividade de 88,7 sc/ha (38,1%).

Em Mato Grosso, o ganho estimado é de 30,2% na atual safra, em comparação à safra anterior. Com isso, o Imea estima uma produtividade média de 96,6 sacas por hectare. A expectativa é que sejam produzidas 26,5 milhões de toneladas de milho na atual safra. A área plantada deve chegar a 4,5 milhões de hectares.